16 de fev de 2012

Frevos e frevanças II


MADEIRA QUE CUPIM NÃO RÓI

Madeiras do Rosarinho
Vem à cidade sua fama mostrar,
E traz com seu pessoal                    
Seu estandarte tão original,
Não vem pra fazer barulho
Vem só dizer que, com satisfação,
Queiram ou não queiram os juízes,
O nosso bloco é de fato campeão.
E que aqui estamos
cantando esta canção,
Viemos defender a nossa tradição,
E dizer bem alto 
que a injustiça dói,
Que somos madeira
De lei que o cupim não rói.
(Capiba)

LINDA FLOR DA MADRUGADA

Mandei fazer um buquê pra minha amada,
Mas sendo ele de bonina disfarçada
Com o brilho da estrela matutina,
Adeus, menina, linda flor da madrugada.
Tem cravo, tem rosas bonitas
E boninas disfarçadas
Mas se minha amada não quiser o buquê
Eu faço presente a você.
Mandei fazer um buquê... 
(Capiba)

HINO DOS BATUTAS DE SÃO JOSÉ

Eu quero entrar na folia, meu bem,
Você sabe lá o que é isso,
Batutas de São José
isso é parece que tem feitiço...
Batutas tem atração
Que ninguém pode resistir,
Um frevo desses que faz
Demais a gente se distinguir...
Deixa o frevo rolar,
Eu só quero saber
Se você vai ficar,
Ai meu bem sem você
Não há carnaval,
Vamos cair no passo
E a vida gozar.



(João Santiago)



FREVO Nº 2

Ai que saudade vem do meu Recife,
Da minha gente que ficou por lá
Quando eu pensava, chorava, falava
Dizia bobagem, marcava viagem, 
Mas nem resolvia se ia...
Vou me embora,
Vou me embora,
Vou me embora pra lá...
Mas tem que ser depressa
Tem que ser pra já,
Eu quero sem demora
O que ficou por lá,
Vou ver a Rua Nova,
Imperatriz, Imperador,
Vou ver, se for possível,
meu amor...
(Antônio Maria)

VOLTEI RECIFE


Voltei, Recife, 
Foi a saudade que me trouxe pelo braço,
Quero ver novamente,
Vassoura na rua abafando
Tomar umas e outras e cair no passo.
Cadê Toureiros? Cadê Bola de Ouro?
As Pás, os Lenhadores,
O Bloco Batutas de São José?
Quero sentir a embriaguez do frevo,
Que entra na cabeça, depois toma o corpo
E acaba no pé...
(Luiz Bandeira)

Diabo Louro


Um diabo louro faiscou na minha frente
Com cara de gente, bonita demais
Chegou de bobeira marcando zoeira no meio da praça
Quebrando vidraças isso não se faz
Foi paranóico, fantástico, mágico
Me fez sedento, atento, elástico,
Chegou rasgando pisando, chicletizando total
Que loura bonita fazendo o diabo no meu carnaval.
(Alceu Valença)
Bjus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário